Portal Velho Chico News

Operação Faroeste: Polícia Federal cumpre mandado na casa de filho de desembargadora do TJ-BA.

Por Redação em 10/07/2024 às 03:40:48

Na manhã desta terça-feira (9), a Polícia Federal cumpre mandados ligados à uma nova etapa da Operação Faroeste. Conforme informações confirmadas pelo Bahia Notícias, um dos mandados de busca e apreensão est√° sendo cumprido em Salvador, na casa de Rui Barata Filho, ex-juiz eleitoral e filho da desembargadora do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), Lígia Cunha.


Em setembro do ano passado, Rui Barata Filho j√° havia sido alvo de outra fase da investigação, que apura um esquema de venda de sentenças no Oeste da Bahia, envolvendo desembargadores e juízes do TJ-BA, advogados e propriet√°rios de terra.


Ex-juiz eleitoral, Rui Barata Filho foi citado em uma gravação entre o advogado Júlio Cesar Cavalcanti, delator da Operação Faroeste, e o filho da desembargadora do TJ-BA Sandra In√™s Rusciolelli, na 5¬™ fase da força-tarefa. Ele é acusado de envolvimento no esquema de corrupção que envolve a disputa judicial de mais de 300 mil hectares de terra no oeste baiano.


Na primeira fase da Faroeste ele foi apresentado como suspeito pela Ministério Público Federal (MPF), que na época destacou que o advogado e juiz eleitoral era acusado de tr√°fico de influ√™ncias por ser filho da desembargadora.


A primeira denúncia do MPF ainda aponta que ele abriu um escritório de advocacia na cidade de Barreiras, quando a mãe se tornou desembargadora na Câmara Especial do Oeste, inaugurada pelo TJ-BA em meados de 2015. Um relatório da Unidade de Intelig√™ncia Financeira, antigo Coaf, aponta uma movimentação banc√°ria atípica do advogado, na ordem de R$ 23,8 milhões, sendo que R$ 4 milhões estão ligados a Geciane Maturino, esposa do falso cônsul da Guiné Bissau, Adailton Maturino, presos na 1¬™ fase da Operação Faroeste.


Em dezembro de 2020, o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Og Fernandes - relator da Faroeste na Corte -, negou pedido do MPF para prisão de Rui Barata Filho, apontado como operador de células criminosas.


J√° Lígia Cunha, sua mãe, est√° afastada do TJ-BA desde dezembro de 2020, quando as fases iniciais da Operação Faroeste foram deflagradas.



Fonte: Fonte:Bahia Notícias

Comunicar erro
728 x90 2
Publicidade 728 3
Not?cias, utilidade p?blica, informa??o e entretenimento Contato: E-MAIL: [email protected] / WHATSAPP (77) 98862-3404